Berbigão

Berbigão – Frequente nos mares do continente e da Madeira. Esta espécie costeira ocorre principalmente nas águas salobras dos estuários e outros sistemas lagunares costeiros, onde se enterra na areia e no lodo. Para a sua captura até um tamanho mínimo legal de 25 mm são empregues as técnicas de arrasto de fundo, dragas e apanha á mão.

O berbigão é um molusco bivalve com uma concha duro que, aparte do seu valor gastronómico, também pode ser utilizado como isco na pesca.

A verdade é que, cada vez à mais pescadores que utilizam este molusco como isco na pesca embarcada bastando para isso abri-lo ao “natural” e aplicar uma mão cheia de sal para que fique mais rijo.

Isto é assim porque os berbigões são muito apetecidos por um grande numero de espécies, tanto marinhas como de agua doce. A maioria dos Sargos, Douradas, Ferreiras ou peixes planos, são algumas das famílias que de certeza farão um festim com este molusco.

Uma vez em conserva, ganha uma consistência e será mais fácil de iscar, o que somado à sua facilidade de uso e sua enorme disponibilidade, o convertem num isco ideal para ter na despensa “porque se calhar” está à mão.

O berbigão habita em fundos arenosos, com abundante matéria orgânica, e encantam os leitos das rias, onde se acumulam em grande quantidade de nutrientes. Suporta altas doses de contaminações, sobre tudo por metais pesados, por essa razão nem sempre estão em condições para o consumo humano, por exemplo numa ria mais contaminada existem zonas onde é impossível de colonizar outro tipo de moluscos alem do berbigão.Assim adaptam-se facilmente em zonas de baixa salinidade e vive enterrado a poucos centímetros de profundidade.

Culinária:


Partilhar:


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *