Ouriço

CHUCHA DE OURIÇO

Os pescadores portugueses foram mais longe e encontraram uma forma mais prática de pescar com as ovas de ouriço: envolver várias ovas num pedaço de meia de senhora, atá-las com força dentro dessa bolsa como se de um saco em miniatura se tratasse criando assim uma consistente bola que permite uma iscagem fácil e segura ao nosso anzol. Estava inventada a chucha de ovas.

Os quase microscópicos poros da meia deixam sair o forte odor das ovas, formando um autêntico engodador natural que a conta-gotas libertará o seu poder atractivo em toda a zona em redor. Outra das vantagens é que as “chuchas” preparadas previamente, aguentam de uma jornada para a outra, caso sobrem algumas. De um dia para o outro aguentam perfeitamente no frigorífico ou geleira, bem como aguentam meses se forem conservadas no congelador. Neste último caso, e para proteger o seu odor, é melhor envolver, quer as ovas inteiras ou “chuchas”, em papel de prata o que favorece a sua conservação.

Mais uma isca perfeita para mares mais mexidos e pesqueiros com pedras mariscadas, sendo um isco perfeito para pescar à chumbadinha e surfcasting.

Iscar:

Culinária:


Partilhar:


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *