O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player


  Início

  Noticias&
  Reports

  Artigos

  Destinos

  Loja Online

  Fotos

  Filmes

  Blogs de Pesca

  Equipamentos

  Tutoriais

  Informações

  Outras Coisas

  Colaboradores

  Parceiros

  Newsletter

  Comentários


  

  Coordenador &
  Digital Designer :
   José Luis Costa

  Conteudos:
   Veja Colaboradores

  Publicidade:
   Contacto

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Pedro Ramos
Pedro Ramos é o novo campeão nacional de pesca embarcada de 2011. Cresceu nesse clube de campeões que é a companhia dos mares, este atleta destacou-se dos restantes não nos mares de casa, mas nos “Algarvios”, fazendo dois primeiros absolutos; em casa foi só “manter” e arrecadou o título maximo a nível nacional num campeonato que foi muito disputado com trocas importantes na classificação geral até à ultima ronda.

Foi com o amigo e novo campeão Pedro Ramos que o site PE esteve à conversa para conhecer melhor o homem e o pescador.

PE - Como é que a pesca entrou na sua vida?

PR - A pesca está-me nos genes, pois ambos os meus avôs foram pescadores inclusive um foi bacalhoeiro.
Propriamente começou mais ou menos aos 9 anos com idas com o meu pai e tios, mais tarde por volta dos 14-15 anos comecei na embarcada com o meu avó e o meu pai.

PE - E a pesca de competição?

PR - A pesca de competição começou em 2005 com o convite pela companhia dos mares para fazer parte da sua equipe de pesca embarcada.

PE - Qual o "segredo" para se chegar a campeão nacional ?

PR - O “segredo…” não há segredo é “trabalho” e ter prazer. Acho que estes dois factores juntamente com a experiência e o conhecimento que se vai adquirindo é que fazem os campeões.

PE - Algum agradecimento especial?

PR - Agradeço a minha esposa e a todos os elementos da companhia dos mares pelo apoio dado, logo esta vitoria não é só minha, mas é deles também.

PE - E para o ano que vem 2012?

PR - Para 2012 estamos lá, sempre com o mesmo espírito de fazer amizades e de competir.

PE - O que mais o marcou neste trajeto competitivo?

PR - Acho que durante todos estes anos de competição fui somando vitorias, mas também amizades e penso que alem do desporto que é a pesca e que um dia irá terminar, nessa altura acho que todos com quem privei se lembraram do «soneca».

PE - Como vê o futuro da pesca de competição em Portugal?

PR - Sem apoios será sempre difícil, mas vejo com bons olhos o aparecimento de novos valores e que os clubes com escolas continuem o bom trabalho.

PE - Que conselho dá aos mais novos que estão agora a começar?

PR - Que pesquem, que se divirtam e que aprendam. Não sejam impacientes, todos os dias são diferentes. O que interessa é pescar.

PE - Para além da pesca embarcada quais são as outras modalidades de pescas que pratica?

PR - Gosto de spinning de pescar a bóia e ao fundo. Embora agora me dedique mais ao spinning e ao fundo,  tendo já tido grandes alegrias no fim do empate.

 

PE - De onde surgiu a alcunha de "Soneca" no meio da pesca?

PR - “Soneca” surgiu num dia em que tinha saído do turno da noite, passei por casa… canas as costas e lá fui eu pescar, quando o pessoal chegou estava eu a dormir em cima da pedra e ficou “soneca”.
 
 
Share |
 


CURRENT MOON

O conteúdo desta página requer uma versão mais recente do Adobe Flash Player.

Obter Adobe Flash player

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Privacidade Copyright © 2010 - 2014 www.pesca-embarcada.com Sobre